Programa de Voluntariado da Azul Linhas Aéreas apoia ação no Gerando Falcões

Voluntários do programa corporativo da companhia aérea dão instruções de atendimento para jovens da periferia de São Paulo

O Gerando Falcões está fazendo de 2017 o ano de inclusão e profissionalização de comunidades. Para apoiar este projeto, voluntários da equipe de Aeroportos do Programa Corporativo de Voluntariado da Azul Linhas Aéreas está dando uma mão com palestras sobre noções de atendimento para jovens da periferia de São Paulo.

A primeira ação aconteceu no último dia 15 quando a voluntária e responsável pelo time de Aeroportos da Azul Linhas Aéreas, Elisabete Antunes, juntamente com o voluntário da mesma área, Giuliano Podalka, fizeram uma palestra para moradores do extremo leste de São Paulo, na sede da ONG. O objetivo é compartilhar dicas de atendimento ao público baseado na experiência dos voluntários no trabalho em aeroportos. Além da palestra, os voluntários convidaram o grupo, formado por 30 pessoas, para conhecerem de perto o dia a dia de um aeroporto com uma visita guiada ao de Guarulhos.

“Conheci o presidente da Azul (Antonoaldo Neves) durante uma palestra e de lá para cá temos falado muito sobre como podemos transformar sociedades. Foi então que tive conhecimento do Programa de Voluntariado da Azul, hoje com mais de 1.300 integrantes, e vimos uma oportunidade de oferecer a esse grupo uma opção de trabalho voluntário com a Gerando Falcões. E poucos meses depois, recebemos a maravilhosa visita da Bete e do Giuliano. Foi show”, diz o fundador da ONG, Eduardo Lyra.

A voluntária da Azul, Elisabete Antunes, gostou muito da oportunidade e se demonstra animada para continuar dividindo o seu conhecimento em outras palestras para a comunidade atendida pelo Gerando Falcões. Entre os pontos abordados na sua visita, a responsável pelo time de Aeroportos com mais de 30 anos de aviação destacou as oportunidades de atendimento ao público.

“Ninguém é melhor profissional do que aquilo que é como ser humano. No aeroporto, há pessoas em diversas situações, principalmente gente doente que vai se deslocar para fazer tratamento em outros hospitais. Precisamos de alguém que os receba com carinho, com um sorriso”, sugeriu Elisabete.

Já para o voluntário, Giuliano Podalka Ávila, o segredo do sucesso para quem quer seguir carreira de relacionamento com o público é tratar as pessoas como gostaria de ser tratado. “Temos que gostar de gente para fazermos um bom atendimento”, disse.

Os dois gostaram tanto da atividade que se comprometeram a fazer novas palestras e visitas a aeroportos com a equipe Gerando Falcões durante todo o ano. Além disso pretende envolver mais voluntários do programa para que eles possam vivenciar essa experiência.

Programa de Voluntariado

Com início em 2014, o Programa de Voluntariado da Azul nasceu alinhado à missão de Servir, Servir e Servir da companhia. Atualmente mais de 1.300 voluntários atuam na transformação social apoiada pela Azul. Em três anos o time de voluntariado da Azul já realizou mais de 190 ações voluntários, beneficiando mais de 8 mil pessoas em mais de 4 mil horas de trabalho. De acordo com a política do Programa de Voluntariado da Azul, os voluntários podem atuar de três formas diferentes: ações com instituições locais escolhidas pelo voluntário, campanhas promovidas pela área de Responsabilidade Social da Azul, como campanhas de arrecadação e mobilização para situações humanitárias e atividades nos parceiros sociais.

WhatsApp Image 2017-05-24 at 10.33.26 AM WhatsApp Image 2017-05-24 at 10.33.27 AM WhatsApp Image 2017-05-24 at 10.33.28 AM

 

Leave a Reply

Translate »