O valor da educação

Por Cauiza Ribeiro (Cacau*)

Não sei se consigo mensurar o valor da educação em um país sem ser, de certa forma, injusta ou não conseguir avaliar todas os fatores que sejam de maior relevância abrangidos nesse contexto. Mas acredito que há situações que provam que a maior prioridade em um país que se preocupa com desenvolvimento, combate à miséria e segurança deve ser a educação.
 
A educação ajuda a combater a pobreza e capacita as pessoas com o conhecimento, habilidades e a confiança que precisam para construir um futuro melhor. Isso também aumenta a renda individual, portanto acredito que milhões de pessoas poderiam sair da pobreza se todos os estudantes em países de renda baixa concluíssem a escola sabendo ler. Pessoas que estudam têm um preparo melhor para o mercado de trabalho, possui um salário mais alto e pode dar suporte à sua família, agregando e construindo um futuro financeiro melhor para o país, diminuindo a pobreza e estimulando uma distribuição de renda mais justa. 
 
Sabemos que educação é um processo de parceria familiar, escolar e social, portanto, crianças cujo os pais não tiveram acesso à educação, na maioria dos casos não incentivam seus filhos a estudar. A educação amplia horizontes e ajuda as pessoas a tomar decisões que atendem às imprescindibilidades do presente sem prejudicar as gerações futuras.
 
A educação estimula as pessoas a pensar e formar ideias, dá ao indivíduo autonomia de pensamentos e torna-os mais confiante em si mesmo para fazer suas próprias escolhas. Além disso, forma uma sociedade mais crítica, cria também formadores de opinião, dando assim maior suporte para entender sobre questões sociais e também políticas. 
Para se ter uma ideia, nos últimos sete anos, o governo de São Paulo gastou três vezes mais com materiais de segurança pública do que investiu em educação e cultura juntos. O dado é baseado em informações do Sistema de Informações Gerenciais da Execução Orçamentária (Sigeo), da Secretaria da Fazenda do Estado. Portanto, podemos supor que se o estado investisse em dar suporte educacional melhor, não seriam necessários gastos tão altos com armamentos e equipamentos de segurança. 
 
A educação, vista de um contexto geral, deveria ser uma das prioridades de um país. Digo da educação para todos. Em pleno século XXI ainda no Brasil, milhões de crianças e adolescentes estão fora da escola ou não têm acesso ao ensino próximo as suas casas.
 
É evidente que só haverá evolução em um país quando houver investimento em educação. Mas não se trata apenas de uma luta de classes e, sim, de uma luta a favor da humanidade, uma luta de engajamento social onde todos deveriam vestir essa camisa a favor de um pais melhor. Só é possível combater a pobreza, diminuir a violência entre outros vários fatores críticos sociais por meio da educação para todos. 
 
19990163_1107854622679813_4407577151813643435_n

 

* Cacau é integrante dos Mc’s pela Educação, do Gerando Falcões

Leave a Reply

Translate »