Gerando Falcões abre curso de tecnologia exclusivo para meninas

Iniciativa é uma parceria entre a ONG, o Instituto Ariadne, a C.A Technologies e a Madcode; aulas são direcionadas às moradoras de periferia do extremo leste de São Paulo

Como forma de potencializar a comunidade e capacitar mulheres para que ocupem posições relevantes no mercado de trabalho, a ONG Gerando Falcões lançou o curso “Meninas na Programação”, exclusivo para a ala feminina que gosta do mundo da tecnologia. A novidade foi criada em parceria com a C.A Technologies, uma das maiores empresas de tecnologia corporativa do mundo, a MadCode e o Instituto Ariadne. O curso vai atender moradoras da comunidade do extremo leste de São Paulo, com idades entre 16 e 18 anos.

Ao todo, 30 alunas estão matriculadas e iniciaram os estudos na última sexta-feira (2), na sede do Gerando Falcões, em Poá. As aulas são ministradas por professores qualificados da MadCode e ocorrem todas as sextas-feiras, das 15h às 17h30. A duração é de dois meses.

Além de empoderar meninas, cada aula terá um projeto temático e cada projeto envolverá conceitos básicos de programação, criados para desafiar as “futuras programadoras”. De modo geral, a grade de ensino inclui noções gerais de programação, localização e deslocamento em 2D, animação, efeitos gráficos, música e personalização de comandos.

Segundo Alexandre Scaglia, diretor de comunicação e de responsabilidade social da C.A Technologies para a América Latina, o objetivo da parceria é trazer novas perspectivas para a comunidade e mostrar que há muitas oportunidades para as mulheres no mercado da tecnologia. “Existem dados globais que dizem que mais de 90% dos profissionais da área são homens, mas isso nem sempre foi assim. Hoje está muito claro que o espaço às mulheres está retomando e temos de ajudar”, disse Scaglia.

Para ele, o curso terá utilidade inclusive para aquelas que optarem por seguir carreira em outros ramos, mesmo após a conclusão do ensino. “Elas terão conhecimento que poderão usar para qualquer coisa, não necessariamente para ser uma profissional de tecnologia. As funções do futuro, todas, serão de alguma forma ligadas ao termo ‘tecnologia’”, avaliou.

A gestora de projetos da MadCode, Viviane Silva, disse ter ficado maravilhada e emocionada com a implantação do curso no Gerando Falcões. “Eu também venho de uma comunidade muito grande em São Paulo, de Heliópolis, e me identifico com as histórias do Gerando Falcões. Eu acho muito importante aproveitar este ensino e concordo com a ideia de que isso pode ajudar as alunas para muitas outras coisas no futuro”, comentou Viviane.

Em discurso empoderado, a coordenadora de qualificação profissional do Gerando Falcões, Vanessa Silva, incentivou as mulheres a confiar no próprio potencial e se unirem para um futuro promissor no âmbito profissional. “A sociedade nos moldou e nos colocou como rivais, mas nós não somos. Na verdade, somos companheiras, amigas e isso tem de ser construído cada vez mais em todos espaços que ocuparmos. Aqui no Gerando Falcões vamos incentivar isso e provar que somos ótimas juntas”, cravou ela.

19059500_1373829396031655_3049019652352399556_n

Leave a Reply

Translate »