Gerando Falcões do Skate
Gerando Falcões do Skate
Gerando Falcões do Skate
Gerando Falcões do Skate
Gerando Falcões do Skate
Gerando Falcões do Skate
Gerando Falcões do Skate
Gerando Falcões do Skate
Gerando Falcões do Skate

Com o lema “O Esporte pela Educação”, o projeto une skate, literatura e orientação profissional. É a periferia se transformando em um local vibrante, onde sonhar é apenas o primeiro passo para uma vida saudável e longe das drogas.

Usado como uma ferramenta de inclusão social, o esporte tem tirado cada vez mais jovens e crianças do mundo do crime. É com base nessa premissa que o projeto “Falcões do Skate” visa atender a periferia, unindo skate, literatura e orientação profissional.

Comandado pelo rapper e skatista Lemaestro, as oficinas acontecem aos domingos das 9h ao 12h30 e contam com a participação de 40 jovens e crianças que veem no esporte uma chance para sonhar grande.

Com olhares atentos, disposição de sobra e vontade de vencer a pobreza na periferia, os alunos participam com muita alegria das atividades desenvolvidas. Divididas em três momentos, as oficinas trabalham temas transversais que estimulam a prática literária, além de conscientizar e prevenir o uso de drogas na adolescência. Além disso, profissionais respeitados trazem informações sobre o mercado de trabalho e orientação profissional.

A faixa etária de participantes varia entre 5 e 19 anos e há tanto meninos quanto meninas matriculadas. Para concorrer a prêmios como viagens e participação em campeonatos, os inscritos devem comprovar frequência escolar, além de boas notas e bom comportamento.

Há 2 anos resgatando o protagonismo dos jovens, o movimento transforma a periferia em um local vibrante e mostra que a dedicação dos participantes ultrapassam as barreiras sociais.

Para participar, basta ter disposição e colar na Escola Lacy Lenski Lopes, no Jardim América, divisa de Poá com Itaquaquecetuba. É o esporte transformando a quebrada!