Escolhas mudam histórias.

Escolhas mudam histórias.

Fui criado no extremo leste de São Paulo, bairro Cidade Kemel no município de Poá. Segundo estatísticas Poá é a quinta cidade mais violenta da grande SP. Minha mãe é uma desbravadora costureira que lutou para alimentar a mim e mais 2 irmãos, pois meu pai um metalúrgico trabalhador se tornou vítima do alcoolismo quando eu tinha apenas 6 anos de idade. Éramos uma família desestruturada.

Já vi policiais andando pelos muros da minha casa trocando tiro com uma quadrilha que se concentrava na casa ao lado, já vi muita gente morrer.

Aos 11 anos de idade eu andei de Skate pela primeira vez, foi amor a primeira remada, aos 13 anos eu já competia, tinha patrocinador e o sonho de ser um skatista profissional.

Aos 15, troquei o esporte pela balada e me viciei em cocaína.

A brisa da cocaína te leva ao céu, mas a ressaca dela te leva ao abismo mais profundo da depressão. Foram 8 anos de dependência química e uma overdose, até que me internei numa casa de recuperação. Lá escrevi minha primeira letra de Rap e descobri que tinha talento. Então sonhei em usar o Rap e o skate como ferramenta de transformação.

Fora da Clínica encontrei com o Eduardo Lyra, e ingressei no Gerando Falcões.

Comecei cantando nas palestras com o Edu nas escolas, depois montamos a oficina de skate com literatura e hoje eu sou diretor cultural do Gerando Falcões. Coordeno o grupo MC’s Pela Educação que promove a ostentação da educação por meio do Rap e do Funk, esse movimento atinge 80 mil jovens anualmente. Também estrelamos na campanha nacional de volta as aulas da TV Globo.

Me tornei conselheiro de prevenção ao uso de drogas pela UFSC e SENAD, sai na revista Veja SP como PAULISTANO NOTA 10, e fui nomeado pelo Fórum Econômico Mundial como “UM DOS BRASILEIROS QUE PODEM MUDAR O MUNDO”.

Na casa de recuperação eu fazia uma terapia ocupacional, nesses cinco anos que eu saí da lá a minha terapia tem sido fazer o que eu amo todos os dias no Gerando Falcões.Mcs pela Educação Gerando Falcoes

One thought on “Escolhas mudam histórias.

  1. Alberto Alves feitosa - 22 de janeiro de 2016 at 09:47

    Meus parabéns lê pela sua vontade de vence os obstáculos da vida sofrida das grande cidade, seu exemplo de vida e uma luz que acende na para aqueles que tem dificuldade de superar as coisas ruim , e VC mostra como podermo superar todos os problema.

    Reply

Leave a Reply

Translate »